quinta-feira, 3 de março de 2011

guilhotina?

Eu que controlo o meu guidom! Com ou sem suin...
(Marcelo Camelo)



Faça isso. Coma aquilo. Vote! Vista assim. Ande certo. Beba! Compre esse. Não fale disso. Use!

Os estereótipos cada vez mais me levam a um desenquadre. To aqui assistindo de longe um tanto de preceitos mundanos que querem nos empurrar. Não engulo qualquer pílula! Além disso, a pluralidade realmente não me enche os olhos, na verdade ela só me faz ver que, ao contrario do que tenta mostrar, seu número não equivale a superioridade alguma. Tentam nos burlar, nos inserir no sistema de qualquer jeito... Eu não! Eu não quero fazer parte desse mecanismo resvalante. E enquanto tiver mente sã, eu que escolho onde pisar.

2 comentários:

Rebeca Amaral disse...

Às vezes também me bate uma indignação tremenda por termos tantas preconceitos e convenções dentro de nós. Mas sabe, Tamara, isso é tãããão enraizado, tão firme que chega a ser inevitável pra todo mundo, generalizando mesmo. Porque mesmo sem perceber a gente faz parte desse "sistema", e não nos adaptaríamos bem fora dele, esteja certa disso. O que nos resta fazer é tentar corrigir suas falhas que, no caso, é o mais correto, porém mais complicado.
Mas você tem razão, temos que nos impor mais e tentar nos destacar nessa bagunça toda.

Um beijo.

Poemas e Amizades disse...

Tam,
Desejo a você um maravilhoso dia da mulher internacional que você é. Não me equivoquei na ordem das palavras. A você, o meu carinhoso abraço. Todos os dias do ano são seus, não apenas este.
Um beijo carinhoso!
Lello

Postar um comentário

Palavras bem-vindas...