sábado, 17 de dezembro de 2011

Regar o Jardim - Bertold Brecht

"Regar o jardim, para animar o verde!
Dar água às plantas sedentas! Dê mais que o bastante.
E não esqueça os arbustos, também
Os sem frutos, os exautos
E avaros! E não negligencie
As ervas entre as flores, que também
Têm sede. Nem molhe apenas
A relva fresca ou somente a ressecada:
Refresque também o solo nu."

3 comentários:

Rebeca Amaral disse...

Lindo!

Hugo R. disse...

Tâmara, saudade de tu aqui no blog! Nossa, que bela aula de jardinagem! Rsrs, muitas vezes esquecemos que o amor não está apenas para alguém, devemos amar tudo que o cerca, pois isso mantém o amor vivo! Belo texto!

Fique mais um segundo... disse...

Oi, Tamara, boa tarde!!
Saudades...
A perfeita simbologia de Brechte atinge em cheio nossos corações. O regar é abundante e generoso; atinge aqueles que seriam alvos "nobres" e aqueles que nem alvos seriam, na visão de algum jardineiro menos sapiente. Concordo com o Hugo.
Estou um tanto farto de amores cujas características emnada lembram o amor; tiram-me o olhar atravessado, pessoas que anunciam amar, mas jamais compreenderam o que isto seja.
Amar é a jardinagem perfeita. O amor é expansivo e generoso. O mais é intenção de amar...
Um beijo carinhoso, Tammynha
Doces sonhos
Leo

Postar um comentário

Palavras bem-vindas...