sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Exílios silenciosos.

Cheiro de noite;
gosto de insônia; barulho de vento;
luz de um filme antigo na TV.
Queria poder levitar pra onde o sonho
descansa em paz,
apenas.
Amanhã, eu sei, ele acorda.



[3:27h, caderno de bolso.]



9 comentários:

Srtª Vihh disse...

Nossa como gosto disso tbm, flor!
bjOus

Emi disse...

Perfeito!
Um pensamento maravilhoso em linhas de um poema...
Parabéns, minha flor! Tá lindo!
Beijos!

Má Midlej disse...

Ele não precisa acordar amanhã, necessariamente.

Samuel Cardim disse...

Eu consigo sentir as suas palavras. Isso é muito bom.

Rebeca Amaral disse...

Tenho tido noites muito parecidas com essas. E isso dói demais. A solidão, o silêncio. Tudo isso corrói a alma. Tomara que passe logo...

Beijos, flor!

alongaestrada disse...

''queria poder levitar pra onde o sonho descansa em paz'' que verso lindo!

essas reflexões e pensamentos súbitos, da madrugada, costumam ser sinceros e divertidos; sempre durma com seu bloco de notas no criado ao lado rs

bjs

Ana Bárbara disse...

Oi! Estou aqui passando para avisar, que devido a alguns problemas no meu antigo Blog, tive que excluir e fazer outro. Estou passando o link do novo, e se puderem, sigam.

http://a-w-a-k-e-n.blogspot.com/
Grande beijo!
Conto com a presença de vocês lá, como sempre estiveram!

Poemas e Amizades disse...

Quanta poesia e quanta beleza contida aqui!... Procurei o crédito, ansioso como só um amigo de uma poeta, com a esperança que fosse dela e não de outro. (Amigos de poeta são extremamente ciumentos dos talentos de sua amiga poeta!!!) E eis que não há crédito. Então, eu o leio segunda vez e digo: viu, essa é sua amiga poeta! Quem de nós não gostaria, certas noites, de levitar para onde o sonho descansa em paz, esperando que ele acorde e nos acorde suavizados por esse encontro restaurador?! Sabe-se que sonhamos umas vinte, trinta vezes numa noite, e que os sonhos duram segundos... Mas seu efeito pode mudar uma vida inteira!
Um encanto o seu poema! Palavra de quem é amigo de poeta.
Um abraço carinhoso
Lello

Guilherme Fraga disse...

Simples, leve, porém intenso.

Belos verso.
Te seguindo

Postar um comentário

Palavras bem-vindas...