terça-feira, 4 de janeiro de 2011

além

"A pequena banda soturna e alegre parte num tapete voador
A cidade a vê sumir com olhos d'água
A meio caminho o cantor se divide num processo espiritualmente bacteriológico
Suas duas metades vocais passeiam pelo mais alto azul antes de se fundirem novamente em uníssono
Xilofones de açúcar e acordeões de chocolate
Beijos de clarineta e um chão de queijo
Nada será mais como as botas sobre a triste e fina película de gelo
Agora, seremos nuvens"

[Rumo a Lua num Tapete Voador - Bonifrate]


[Lucy in the Sky With Diamonds - The Beatles]

2 comentários:

Jaci Magalhães disse...

Lindo!

Tô de volta, viu? :D

Anônimo disse...

Nossa, procuro entender esse trecho da musica há muito tempo!!! Sempre faltava um pedacinho... Presentão achar por aqui =)

Postar um comentário

Palavras bem-vindas...