segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Mudar é preciso se não a rotina cansa?

  É mais uma questão de adaptação natural. Cada um tende a sofrer mudanças, não tem pra onde correr. Há quem tema, mas há também aqueles que, assim como eu, têm a necessidade de mudar.
  Nos últimos tempos tenho me deparado bastante a fases transitórias constantes, constantes meeesmo! Falo em relação à ideias, conceitos, escolhas... Só que de qualquer forma, o que muda por dentro acaba mudando por fora, não é mesmo? Tenho mudado.
  Já encarei isso como falha, hoje, mudando pra variar, fico bem ao lembrar que tudo pode ser tempo.



"Outro ciclo em diferentes fases
Vivendo de outra forma,
Com outros interesses,
Outras ambições mais fortes
Somadas com as anteriores
Mudança de prioridades,
Mudança de direção"

(Pitty Leone)

3 comentários:

Poemas e Amizades disse...

É, Tamara, não tem mesmo para onde correr, e, se tivesse, seria uma mudança, não é?! Temer mudança, muitos temem, mas mudam com temor ou sem ele. Um poeta comparou nossa vida à folha que cai nas águas de um rio, na correnteza inexorável. E a grande surpresa é que mudamos bem mais que percebemos. Sabemos que mudamos algo, mas quando alguém nos encontra depois um mero ano, diz: “meu Deus, como você mudou!” E nós pensamos, surpresos: “é mesmo?!”
Abraço carinhoso
Lello Bandeira

alongaestrada disse...

ei moça!! achei seu blog em uma comunidade do orkut e gostei bastante dos seus textos :) as imagens são lindas também.

as mudanças são necessárias e vitais, eu acho. precisamos de equilíbrio, mas, para alcançá-lo, é preciso um pouco de tempestade. norte demais enjoa rs

bjs

Aline disse...

Olá Tamara, adorei sua visita no meu cantinho,logo conquistou mais uma seguidora,espero ter-lá tbm!
Beijo e uma ótima semana cheia de paz e amor!^^!

Postar um comentário

Palavras bem-vindas...